Informações à Imprensa


  • A doença renal crônica (DRC) em crianças traz consequências devastadoras para o crescimento, desenvolvimento cerebral e expectativa de vida ao nascer;
  • O tratamento dessa condição de alta complexidade é difícil, caro e trabalhoso;
  • A progressão da DRC pode ser retardada, desde que o diagnóstico seja feito a tempo para a adoção de medidas apropriadas;
  • No Brasil há diferenças regionais importantes na incidência e prevalência da DRC, com maior frequência da doença nas regiões Sul e Sudeste;
  • O diagnóstico da DRC em crianças no Brasil na maioria das vezes é tardio e incompleto;
  • O Dia Mundial do Rim de 2016 está centrado na DRC na Infância e nos antecedentes da DRC do adulto que podem começar na infância.
  • A DRC na infância é diferente daquela dos adultos. As anomalias congênitas e as doenças hereditárias são os diagnósticos mais frequentes, enquanto glomerulopatias e doença renal por diabetes são incomuns;
  • É necessário um grande esforço para que as crianças com DRC, onde quer que vivam, possam ser tratadas de forma eficaz, independentemente das suas circunstâncias geográficas ou econômicas;
  • O Dia Mundial do Rim DE 2016 informará aos responsáveis pela elaboração de políticas públicas de saúde e aos profissionais de saúde sobre as necessidades e possibilidades que cercam a doença renal na infância.

Links úteis:

  1. sbn.org.br
  2. worldkidneyday.org
  3. ifkf.org
  4. theisn.org
  5. kidney.org
+www