Caso 113 - Síndrome nefrótica e hipocomplementemia em paciente jovem do sexo feminino

postado 08/07/2016

Caso clínico 113


Síndrome nefrótica e hipocomplementemia em paciente jovem do sexo feminino.


Relatora: Dra. Giulia Gabriela Borges Figueiredo


Médica Residente do Serviço de Nefrologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP


 


IDENTIFICAÇÃO:


Sexo feminino, 23 anos, branca, solteira, estudante, natural e procedente de São Paulo.


 


ANTECEDENTES:


Paciente negou comorbidades ou uso regular de medicações previamente à história da doença atual, negou tabagismo, etilismo, drogadição. G0P0A0 . Avó materna com doença renal crônica dialítica associada à hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus. Pai com LES, acometimento cutâneo e articular em uso de Micofenolato Mofetila/ Hidroxicloroquina/ Prednisona. Irmão com cirrose hepática na infância submetido a transplante hepático.


 


HISTÓRIA DA MOLÉSTIA ATUAL:


Queixa principal: inchaço e urina espumosa há 2 anos.


Há 2 anos iniciou quadro de edema em membros inferiores, simétrico, ascendente, com acometimento de abdomen e face, astenia, associado a urina com espuma e níveis pressóricos elevados. Referiu ainda alopecia e amenorréia há 3 meses. Negou hematúria, redução do débito urinário, febre, mialgia, artralgia ou lesões cutâneas.


Procurou atendimento em postos de saúde na zona sul de São Paulo e teve mais de 3 internações por quadro de anasarca e perda de proteína da urina, sendo medicada com prednisona, sinvastatina e omeprazol; entretanto, não teve seguimento adequado.  Em uma dessas internações foi transferida ao Hospital das Clínicas de São Paulo em 31/01/2016.


Ao exame de admissão apresentava: PA: 150X110 mmHg, FC:90 bpm, Temperatura axililar:37,0◦C, Peso:85,5Kg e IMC: 32. Regular estado geral, orientada, fácies cushingoide, mucosas úmidas, palidez cutânea e de mucosas 3+/4, anictérica, boa perfusão periférica.


Ausculta pulmonar: murmúrio vesicular diminuído em bases sem ruídos adventícios, eupneica.


Ausculta cardíaca: ritmo regular em 2 tempos, bulhas cardíacas normofonéticas, sopro sistólico audível em todos os focos.


Abdomen globoso, flácido, ruídos hidroaéreos presentes, sem visceromegalias, sem macicez móvel, com estrias violáceas .


Extremidades: MMII  edema com cacifo, frio, 4+/4, simétrico. Calor, rubor e dor em membro inferior esquerdo.


 


 EXAMES COMPLEMENTARES (Admissão):


Hemoglobina 6,8 g/dL, VCM 82,5, Leucócitos 10,53 mil/mm3, Linfócitos 1,55 mil/mm3, plaquetas 229 mil/mm3, Haptoglobina: 320 mg/dL (VN 30 a 200mg/dL), LDH: 245 U/L, Ferro:18 μg/dL (VN 37 a 145 μg/dL), Saturação de Ferro: 36,0%, Ferritina: 290 ng/mL, , Reticulócitos: 0,72%. Ureia: 137 mg/dL, Creatinina: 6,35 mg/dL, P: 9,5 mg/dL, Cai: 4,35 mg/dL, Mg: 1,20 mg/dL, K: 4,80 mEq/L Na: 143 mEq/L, Cl: 114 mEq/L, gasometria venosa PH: 7,23 HCO3: 9,3 mmol/L, urina 1: leucócitos 10/ campo e hemácias 3/campo, relação proteinúria/creatinina 15,19. Albumina sérica: 1,8 g/dL, gamaGT: 21 U/L, Fosfatase alcalina: 36 U/L,BT: 0,05, TGO: 11 U/L, TGP: 5 U/L, CT: 255 mg/dL, LDL:168 mg/dL, TG: 439 mg/dL, HDL: 31 mg/dL, TSH: 14,7μlU/mL, T4L: 0,63 ng/dL, PTH: 154 pg/mL, 25-OH- Vitamina D < 6,0 ng/mL


Anti-HIV: negativo; Anti- HCV: negativo; Anti- HBs: Reagente; Anti-HBc total: negativo; HBsAg: negativo;Fator Reumatóide <10, FAN: 1/80 (NH), C3: 63 mg/dL (VN 90 a 180 mg/dL), C4: 5 mg/dL (10 a 40 mg/dL), VDRL: negativo; ANCA: negativo, Anticardiolipina: Negativo; Anticoagulante Lúpico: Negativo.


USG doppler de membros inferiores negativo para trombose venosa profunda.


USG :  rins com tamanhos normais e discreto aumento de ecogenicidade.


 


Questões orientadoras:

  • Quais os diagnósticos diferenciais mais importantes neste caso?
  • Você concorda com a conduta adotada no serviço externo, quando foi tratada com corticóide, sinvastatina, omeprazol?
  • Qual seria sua conduta neste momento da admissão ao hospital?

 

+www